Seus funcionários estão saindo da empresa para beber café?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Email -- Google+ 0 0 Flares ×

Recentemente tive uma semana um tanto curiosa em reuniões com empresas em diferentes estados do Brasil: várias delas falavam que os funcionários estão saindo da empresa para beber café, mesmo que a própria empresa oferecesse opções para eles.

Pessoalmente, eu já havia ouvido esse relato algumas vezes, mas foi a primeira vez que os ouvi tantas vezes seguidas em apenas alguns dias. Essa é uma frustração comum, e a verdade é que pode ser indicativo de outras questões a serem resolvidas em termos de ambiente de trabalho.

Se seus funcionários estão saindo da empresa para beber café, não significa que exista uma grande crise, mas é sinal de que existe uma oportunidade para que você faça eles se sentirem mais valorizados, mostrando que dá atenção para a satisfação deles. É, também, uma forma de desenvolver uma cultura organizacional de diálogo e de valorização da equipe.

Isso gera um sentimento de pertencimento, de ser reconhecido e de que a empresa investe no bem-estar deles. O resultado é menor rotatividade, mais dedicação e mais facilidade para que os colaboradores “vistam a camisa” da equipe, por um investimento bastante reduzido.

Por isso, separei algumas dicas para que você saiba identificar quando essa situação ocorre, e quais ações tomar para revertê-la em benefício da empresa!

Qual o tipo de café que você está oferecendo?

A primeira pergunta a ser respondida é: o que você está oferecendo para seus colaboradores? Muitas vezes, uma cafeteira comum é excelente, mas ter que passar constantemente o café, ou ter uma jarra pequena demais afeta a disposição dos colaboradores de utilizar o equipamento.

Em alguns outros casos, a empresa até possui máquinas automáticas para atender uma maior demanda, mas os funcionários simplesmente não gostam do café sendo oferecido nela. Faça um levantamento e entenda onde está o ponto de insatisfação!

Você já perguntou qual o perfil de sabor favorito dos colaboradores?

Outra causa comum de insatisfação está no perfil de sabor das bebidas. Não é nada místico ou complexo: em uma máquina de café, é configurado quanto de cada ingrediente será utilizado em cada bebida. Isso as torna mais doces, mais amargas, mais achocolatadas, com mais especiarias etc.

Muitas vezes, a equipe simplesmente está achando o sabor pouco equilibrado (muito doce, ou com muito gosto de canela, por exemplo). Um simples ajuste com o fornecedor pode resolver esse problema. Mais uma vez, o diálogo é capaz de resolver a questão.

Qual café seus colaboradores estão buscando?

Estar a par do que agrada seus colaboradores também é essencial. Considere o seguinte: dá muito mais trabalho sair da empresa para adquirir um café do que simplesmente consumir as opções disponíveis. Isso quer dizer que esses funcionários realmente gostam da opção que estão buscando.

Informe-se sobre qual é esse café: marca, fornecedor, tipos de bebida… Saber essas informações e aplicá-las em seu ambiente de trabalho faz uma enorme diferença na maneira como eles se sentem valorizados!

Novidades sempre ajudam!

Quando a assunto é café, é normal pensarmos sempre em tradição, ou um ritual automático. Hoje em dia, no entanto, existe uma enorme gama de grãos, tipos de bebida e, até mesmo, tecnologias que podem ser facilmente experimentadas no ambiente de trabalho.

Usar isso a seu favor permite transformar um ato simples como o cafezinho ou o intervalo em uma experiência para conhecer variações, comparar e desenvolver novos gostos. Embora pareça uma atividade não relacionada à empresa, oferecer esse tipo de qualidade faz com que o seu ambiente de trabalho se valorize, aumentando a satisfação e o engajamento de sua equipe em outras atividades!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Email -- Google+ 0 0 Flares ×