Quando-cobrar-pelo-cafe-do-seu-estabelecimento

Quando cobrar pelo café do seu estabelecimento?

Quando cobrar pelo café do seu estabelecimento? Essa é, com certeza, uma das dúvidas mais comuns entre empresas que não são conectadas ao ramo alimentício . Muitas vezes, a relação entre custo-benefício costuma ser diretamente associada à noção de arrecadação direta, o que dificulta a percepção do valor de uma máquina de café fora da velha lógica de lucro por unidade vendida.

Como sempre dizemos por aqui, trabalhamos com um formato consultivo de vendas na Baristo. Isso significa que nosso maior objetivo é fazer o cliente entender exatamente quais as possibilidades, tomando a decisão mais benéfica possível para seu negócio.

É claro que cada caso é único, e deve ser discutido e analisado. Existem, no entanto, algumas regras interessantes para ter em mente e pesar na hora de decidir. É exatamente isso que propomos neste artigo!

Confira nossas sugestões típicas sobre quando cobrar pelo café do seu estabelecimento, e não esqueça que nossa equipe está sempre disposta a auxiliar clientes a tomarem uma boa decisão para seu negócio!

A renda ou o benefício: eis a questão

Ao pensar sobre quando cobrar pelo café do seu estabelecimento, há basicamente duas medidas sendo consideradas. De um lado, a possibilidade de renda direta com o café. De outro, as vantagens indiretas que aquele café gerará para a empresa, que podem ser muito superiores à renda direta em si.

Em outras palavras, tudo depende do potencial que pode ser obtido com a escolha. Se ter um bom serviço ao cliente, com um café gratuito de qualidade, significa ter mais clientes, oferecer de forma gratuita tende a ser muito mais vantajoso do que cobrar a dose. Se, por outro lado, você é uma cafeteria, oferecer a bebida de graça parece fazer muito menos sentido.

Quando cobrar pelo café do seu estabelecimento de alimentação?

Se você tem um estabelecimento de alimentação, como um bar, um restaurante, uma cafeteria e, até mesmo, uma loja de conveniência, é muito mais comum cobrar pela bebida do que não cobrar.

A regra é: quanto mais próximo o café está do seu produto principal, mais comum é cobrar. Uma cafeteria, cantina ou lancheria, por exemplo, quase sempre cobrarão pelo café. Se, no entanto, você tem um restaurante e quer oferecer aquele cafezinho após a refeição, o café gratuito pode ser um atrativo, em vez de uma fonte de renda.

Neste caso, é necessário pesar sua margem de lucro e o potencial de fidelização que a bebida tem para seus clientes. A forma de resolver essa equação é simples: converse com seu público!

Cobrar pelo café no setor em estabelecimentos de serviço não ligado à alimentação

Para que não é do ramo da alimentação, a questão se torna: lucrar com as doses vendidas, ou fazer com que elas aumentem a fidelidade do cliente?

Na grande maioria dos casos, a regra de quando cobrar pelo café está ligada a quando o café é um produto central. Nestes casos também é assim, e o café raramente faz parte dos serviços da casa. Por isso, sempre que couber o orçamento, a dica é oferecer o café como uma maneira de ter seus clientes mais satisfeitos e próximos.

Quando cobrar pelo café do seu estabelecimento dos próprios colaboradores?

O terceiro caso comum é o de empresas que querem uma máquina de café e não sabem se devem cobrar dos colaboradores ou não. Neste caso, existem vários métodos, a depender do investimento disponível da satisfação de pessoal.

Muitas empresas oferecem algumas doses por mês por colaborador, dando a opção de adquirir mais a preço de custo, ao longo período. Outras, oferecem os cafés regulares como opção gratuita, e a opção de adquirir bebidas cremosas por conta própria. Há, também, empresas que oferecem as bebidas a preço de custo, não comprometendo o orçamento e dando uma opção barata pra o colaborador, que não precisará adquirir o produto em outro local.

A regra, aqui, é evitar parecer um bar frente aos colaboradores. Não há problema em não oferecer a bebida de forma gratuita, mas tentar obter lucro sobre o interesse deles pode ser um problema em relação à satisfação da equipe.

Como dá para ver, não existe certo ou errado sobre quando cobrar pelo café do seu estabelecimento. O que deve ser feito é sempre equilibrar as vantagens e desvantagens da questão!

Tema Fooding por FRT