o-novo-normal-nao-acontece-por-si-so

O novo normal não acontece por si só

Em tempos de incerteza sobre a saúde e sobre o que vai ser o tão discutido novo normal, nós conversamos bastante com clientes sobre qual o futuro dos negócios. Por aqui, preferimos muito mais a construção do novo do que a espera pelo retorno ao normal, e queremos compartilhar algumas das dicas que trocamos com nossos clientes, para chegarmos ao “novo normal” preparados para ir além, e não para tentar normalizar as coisas.

Não espere que as coisas se acomodem

Esperar que as coisas se normalizem para tomar uma ação é depender da sorte para manter seu negócio vivo. Se você não considera seu empreendimento um jogo de azar, não deveria depender da sorte para mantê-lo em pé.

Por isso, você já deve estar pensando em ações agora: se a presença física reduziu, como levar seus produtos até seus clientes para manter um fluxo? Que novos produtos podem fazer a diferença? Que tipos de promoções podem ser campeãs em suas vendas?

O “novo normal” ainda não existe. É você quem precisa construí-lo

Algo interessante sobre este termo de “novo normal” é a ideia de que ele é algo que está prestes a acontecer, e já tem características às quais precisaremos nos adaptar. A verdade, é que não é bem isso. O novo normal é uma adaptação da realidade ao que nós faremos dela.

Se você fizer uma pesquisa rápida, verá cada pessoa que aborda o tema apontado para um normal diferente. Mas quem realmente vai estar certo nessa história toda, é quem entender que o mundo vai se adaptar às coisas que ele próprio fizer ao longo deste período.

E você já deveria estar agindo agora para formular essa realidade. Comece desde cedo a desenvolver seu planejamento, e esteja pronto para transformar o mundo ao seu redor já a partir de hoje.

A hora de reestruturar é agora

Na Baristo, nossos modelo de vendas é consultivo. Isso significa que não basta apenas vender para o cliente. Queremos, na verdade, conversar e entender quais produtos e formatos podemos oferecer para que ele venda muito mais: isso traz dinheiro para ele e mais insumos vendidos para nós, e todos saem ganhando.

Uma das diferenças que percebemos entre perfis diferentes de clientes é que existem aqueles que estão esperando tudo passar, e aqueles que estão usando o momento para reestruturar o negócio. 

A lógica é simples. O retorno das atividades é inevitável: você quer voltar com alguns meses de prejuízo, como se nada tivesse acontecido, ou quer fazer um plano de ação, com novidades preparadas desde cedo para compensar o tempo perdido?

Não esqueça: as pessoas estão ávidas por retomar experiências de conforto

Ainda em conversas com nossos clientes, percebemos que alguns deles passam por uma fase de pessimismo. Não é à toa: muitos dependem do movimento de pessoas na rua, nas estradas e em grandes centros de fluxo humano.

O que sempre falamos, e acreditamos verdadeiramente, é que o café – e todos aqueles itens que o acompanham – não para de ser consumidos. Logo, o hábito ainda existe, só foi transportado para dentro de casa. Quando o fluxo voltar, as pessoas vão estar mais ávidas do que nunca para um toque de normalidade na rotina!

Tema Fooding por FRT