como-usar-o-café-para-fidelizar-seu-cliente

Como usar o café para fidelizar seu cliente?

Usar o café para fidelizar seu cliente está longe de ser uma técnica inovadora, mas nunca perde sua eficiência. A ideia funciona porque é simples: o café mistura aromas, sabores, conforto e sensação de aconchego. Associar isso ao seu estabelecimento é um primeiro passo para gerar uma relação de proximidade.

No artigo de hoje, queremos compartilhar algumas maneiras de usar o café para fidelizar seu cliente! Confira como algo simples pode gerar memórias poderosas, e como isso pode transformar o seu negócio:

Demonstração de valorização do cliente

Todo café é bom quando precisamos deles. Mas sabemos reconhecer quando o café tem qualidade superior, quando está fresco ou já velho, ou quando é feito com cuidado.

É bem verdade que um café abaixo da média raramente vai fazer um cliente ir embora. Mas também é verdade que um bom café o faz retornar. Não se trata apenas da bebida em si: estar tomando um bom café gera a sensação de valorização.

Saber que a empresa não fez a escolha mais barata e se preocupou com o bem-estar do cliente gera confiança e simpatia, que resultam em fidelização.

Criação de memórias positivas

Se você fechar os olhos e pensar em locais com um bom café, provavelmente se lembrará de alguns deles. É possível, ainda, que nem todos sejam cafeterias ou restaurantes.

Um bom café durante uma reunião ou durante a espera pelo atendimento gera uma boa memória. Essa memória passa a ser associada com o estabelecimento que, por sua vez, se torna um destino agradável. Oferecer qualidade ajuda você a associar seu estabelecimento a coisas boas!

Sensação de conforto e satisfação

Imagine que você precisa esperar 15 minutos para receber atendimento em algum estabelecimento. Pense nos seguintes cenários:

Durante esses 15 minutos, você precisa esperar em pé, sem acesso a uma sala de espera adequada, no calor, sem acesso a água ou comida, nem entretenimento.

No outro cenário, você passa esses 15 minutos conversando com alguém ou assistindo televisão, em uma poltrona, sob o ar-condicionado, com acesso a um bom café para acompanhar.

Convenhamos: o resultado prático das duas situações é idêntico. Você ainda teve que esperar por 15 minutos e, apesar do desconforto da primeira situação, você não teve nenhum tipo de dano ou sofrimento verdadeiro. Mas o resultado da prática ser idêntico não significa que você interpretou as duas esperas da mesma forma.

Ter conforto faz toda a diferença. 15 minutos deixam de ser um incômodo e se tornam um momento agradável, que gera uma relação de confiança com o estabelecimento!

Lembre-se: fidelização nem sempre exige um plano claro

Nos dias atuais, é normal considerarmos que tudo precisa ser medido, avaliado e testado para que seus efeitos sejam precisamente conhecidos. É bem verdade que a mensuração é fundamental, mas quando o assunto é fidelização, incluindo usar o café para fidelizar seu cliente, a lógica é um pouco diferente.

A fidelização pode acontecer pelo preço, pela qualidade do serviço ou, simplesmente, por quanto um cliente gosta de frequentar seu estabelecimento. Este último é o mais profundo dos elos, e, também, o mais subjetivo.

Algo banal, como a simpatia dos atendentes, uma ligação no dia do aniversário ou um agrado qualquer podem gerar esse vínculo, e é improvável poder mensurar cada gesto desses. Se você quer fidelizar seu cliente por este caminho, que inclui o uso do café, é importante saber que nem tudo poderá ser planilhado e calculado.

A ideia é simples: se você realmente quer que seu cliente volte, trate-o com respeito, ofereça um bom café acompanhado de um bom atendimento. A gente garante que a mensuração final será observada nos seus resultados!

Tema Fooding por FRT