cafe-e-produtividade

Café e produtividade: mito ou ciência?

A relação entre café e produtividade vem de muito antes da realização de testes que pudessem comprovar sua eficiência. A cena é a mesma em praticamente qualquer lugar: quando bate o cansaço, o trabalho é interrompido para buscar uma xícara de café e fazer aquela “reposição de energias”, para tudo continuar acontecendo.

Mas quanto disso é apenas um hábito, e quanto é real? No artigo de hoje, vamos falar sobre a relação entre café e produtividade nas pesquisas científicas, e alguns outros pontos em que a relação da bebida com o ambiente de trabalho pode ser benéfica.

A velha discussão: café e produtividade são realmente parceiros?

Provavelmente, a mais icônica das pesquisas sobre a produtividade de café é a realizada pelo MIT – Massachusetts Institute of Technology. É de lá que a maioria das matérias referencia a relação positiva entre o consumo de café e a produtividade.

Mas, mais recentemente, em 2014, a Staples Advantage Canada, realizou uma outra pesquisa que reforça: o café auxilia na produtividade dos trabalhadores. Mas, além disso, ela estabeleceu outra relação bastante interessante.

40 horas integrais x a pausa para o café

A pesquisa da Staples Advantage partiu de um questionamento: se o colaborar médio leva pouco mais de 10 minutos em uma pausa para o café, fazendo-a uma vez ao dia, deixará de trabalhar uma hora a cada quarenta horas de trabalho semanal. Então, o aumento da produtividade trazido pelo café compensa essa hora distante do posto de trabalho?

Para a surpresa de poucos, a resposta é: sim!

Além do ganho produtivo vindo da concentração que o café proporciona, a pausa auxilia a aliviar a tensão, e retornar com a concentração mais preparada para os desafios. Além disso, é claro, pessoas não são máquinas, e precisam de momentos de distração para continuarem sua produtividade.

Por isso, o café não só é vantajoso pelos efeitos químicos no corpo, como os efeitos do ritual de pausar para tomar um café também trazem benefícios!

Para além da produtividade

Como se o ganho de produtividade não fosse suficiente, a famosa pausa para o cafezinho pode apresentar outras vantagens no ambiente de trabalho. Algumas das mais conhecidas são:

Trabalho em equipe

Além do aumento de produtividade, um estudo da Ohia State University, publicado no Journal of Psychopharmacology, demonstrou que diferentes doses de café melhoram o trabalho em equipe de colaboradores, aumentando sua percepção a respeito do próprio trabalho, bem como o de colegas, favorecendo um comportamento em equipe mais eficiente.

Os testes demonstraram que os efeitos foram percebidos em cerca de 15 minutos após a ingestão do café – o que torna o hábito bastante vantajoso quando realizado com frequência moderada.

Estímulo à criação de laços e desenvolvimento de ideias

Outra vantagem que foge um pouco dos efeitos químicos entre café e produtividade é o estímulo à criação de laços. Aquela pausa para o café pode aproximar pessoas de diferentes setores da empresa, oportunizando ideias e integrações que podem ser muito difíceis de se criar de maneira proposital. Essa troca de experiências, opiniões e qualidades tem um valor inestimável, e pode surgir de algo tão simples quantos um cafezinho!

Tema Fooding por FRT