automatizado-ou-autoatendimento-o-que-escolher-para-sua-empresa

Automatizado ou autoatendimento: o que escolher para sua empresa?

Automatizado ou autoatendimento? Vending machine clássica, ou modelo de honest market? Essa é um dos dilemas mais comuns em gestores que buscam um modelo de oferecer comidas e bebidas para os colaboradores da empresa, mas não conseguir decidir qual a forma mais adequada para cada situação.

A verdade é que ambos modelos possuem algo em comum: não exigem pessoas para manter a operação ativa, e não impactam em custos adicionais significativos. Mas existe, ainda, algumas diferenças simples, que podem fazer toda a diferença.

Qual a diferença entre vending automatizado e de autoatendimento?

Em termos práticos, a diferença entre uma vending machine automatizada e um modelo de autoatendimento está na ordem das ações e no rigor ao qual o usuário é submetido.

Um modelo automatizado é aquele no qual se paga o objeto desejado para, só então liberá-lo. Do outro lado, o modelo de autoatendimento permite que a pessoa escolha o que quer para, só então, realizar o pagamento sozinha. 

A grande diferença na proposta é o contato, a sensação de não estar adquirindo aquela produto em uma venda tradicional, mas de pagar por sua reposição. Em muitas empresas, essa sensação pode gerar impactos significativos na cultura.

Diferenças no preço

Quanto ao preço, seja um modelo de negócio automatizado ou autoatendimento, ambos são razoavelmente equivalentes, em regra. A única diferença está quando é necessário adquirir a vending machine – nestes casos, é comum que parte do preço da aquisição precise ser repassada nos produtos.

De qualquer forma, empresas que fornecem os equipamentos costumam apresentar planos de utilização que não aumentem os custos de produtos.

Diferenças na variedade de produtos

Diferentemente do preço, a variedade pode ser afetada na relação entre automatizado ou autoatendimento. Isso porque aumentar a gama de produtos no autoatendimento pode exigir ajustes simples, como mais prateleiras, ou até mesmo uma nova disposição dos itens.

Já as vending machines possuem uma limitação de espaços de display e diferenciação de produtos para o pedido do usuário. Logo, uma gama muito ampla de produtos pode exigir mais máquinas, ou máquinas muito grandes.

Diferenças na flexibilidade

Sabe aquela barra de chocolate que só uma pessoa no escritório gosta? É nesse tipo de situação que um honest market de autoatendimento vence o embate. Como não ocupa um “espaço” limitado da máquina, é possível atender a vários gostos, sem prejuízo à disponibilidade dos gostos alheios!

Impactos na cultura da empresa

Cada vez mais correntes de gestão de pessoas levam a discussão entre automatizado ou autoatendimento para um novo nível. Pode parecer uma discussão superficial, mas ela impacta diretamente na mensagem que a empresa passa para sua equipe.

Estudos ainda em fase de validação e reprodução sugerem preliminarmente que equipes se sentem mais valorizadas quando a empresa confia a elas a responsabilidade de realizar o pagamento de seus itens. No dia a dia, fora do mundo das publicações, essa lógica já é bastante perceptível: se os colaboradores são responsáveis por todo o andamento da empresa, é razoável que seja confiada a eles a responsabilidade sobre o próprio cafezinho!

E você, já trabalhou em um ambiente com oferecimento de alimentos e bebidas em modelo automatizado ou autoatendimento? Qual sua experiência favorita? Compartilhe conosco nos comentários!

Tema Fooding por FRT